Vitória em dados

Mata da Praia


As áreas que constituem os bairros Jardim da Penha, Morada de Camburi e Mata da Praia pertenciam ao Sr. Justiniano Azambuja que, possuindo uma escritura com data de 1891, era o proprietário da Fazenda Mata da Praia. A região compreendia as proximidades da Avenida Adalberto Simão Nader até o Canal de Camburi e da praia até a UFES. No início do sec. XX era uma área rural, ocupada por gados, córregos, animais, Mata Atlântica e restinga.
A casa da fazenda situava-se no morro do Vai-e-vem, que é a parte elevada ao lado da Pedra da Cebola, na época conhecida como ‘Pedra do Sino’ porque as crianças brincavam de atirar pedras na rocha que ecoava um som semelhante ao de um sino.
A primeira tentativa de loteamento foi em 1928 quando Ostilho Ximenes projeta a área em lotes para veraneio. A fim de divulgar seu empreendimento, Ostilho cria um jornal que, posteriormente, é vendido para Thiers Velloso. Embora o loteamento não tenha tido êxito, o jornal viria a ser a semente de A Gazeta.
O projeto é retomado na década de 50 pela Empresa Capixaba de Engenharia Civil. A idéia era inspirada na moderna cidade de Belo Horizonte. O projeto é aprovado pela prefeitura em 1952 onde toda a região entre a Adalberto Simão Nader e o Canal de Camburi seria convertida em largas avenidas diagonais, que formavam 13 quadras com lotes de aproximadamente 400m². Os primeiros lotes foram vendidos para armazéns, na região do bairro Jardim da Penha.
Fonte: Diagonal Urbana, Projeto Terra,SEDEC / DIT / GEO


TV
TV
Ouvidoria
Denúncias
TV
Sala de imprensa
Lista dos assessores
Secretaria de Gestão, Planejamento e Comunicação / Gerência de Informações Estratégicas
Prefeitura Municipal de Vitória - Av. Marechal Mascarenhas de Moraes, 1927 - Bento Ferreira, Vitória, ES - CEP: 29.050-945 - Tel.: (27) 3382-6009