31 de janeiro de 2008

Melhorias

Prefeitura investe R$ 6,7 milhões em obras de infra-estrutura nos bairros da Poligonal 3

Interdição

Pistas da Reta da Penha sofrem interdição parcial

Cultura

Shows na Tenda Cultural terminam nesta sexta-feira (01)

Projetos

Moradores de Jardim Camburi conhecem projeto de melhorias para o bairro

Ponto de ônibus

Ponto de ônibus transferido na Praia de Camburi

Reforço

Setran reforça linhas de ônibus para os festejos do Carnaval de Vitória

Limpeza

Prefeitura mantém serviços de limpeza no carnaval de rua de Vitória

 

Moradores de Jardim Camburi conhecem
projeto de melhorias para o bairro

 
Divulgação
Perspectiva da praça Amylton de Almeida

O prefeito João Coser apresentou, nesta quarta-feira (30), no Shopping Norte-Sul, um pacote de obras a lideranças comunitárias e moradores do bairro Jardim Camburi.

O pacote, que ficará na administração do bairro pelo período de 30 dias para que a comunidade dê a sua opinião, inclui campo de futebol e cinco praças com jardins e playgrounds.

Também serão submetidas à apreciação dos moradores as construções de um Parque Atlântico, de um novo prédio para o Centro Municipal de Educação Infantil (Cmei) Ana Maria Chaves Colares, urbanização de cinco praças, de um plano de drenagem para pôr fim aos alagamentos do bairro e, ainda, de um plano de mobilidade urbana que irá melhorar o fluxo de veículos e dar maior segurança aos pedestres.

Segundo o prefeito João Coser, parte das intervenções são propostas pela prefeitura e parte vem de solicitações da própria comunidade. "A adequação viária é objeto de estudo da Administração há algum tempo e as áreas esportivas são reivindicações dos moradores, fruto do debate no Orçamento Participativo", disse.

Coser ressaltou que alguns projetos, de menor complexidade, serão iniciados no primeiro semestre, enquanto os de grandes proporções vão levar mais tempo. "As novas praças devem ser iniciadas em breve. A drenagem e as mudanças no trânsito vão levar mais tempo. Apresentamos os projetos aos moradores, para que eles acompanhem as mudanças que vão melhorar a qualidade de vida em Jardim Camburi", concluiu.

As mudanças são necessárias para melhorar a qualidade de vida do bairro, que já conta com um contingente populacional de cerca de 50 mil pessoas e seis mil comerciantes.

Projetos

Investimento em cinco praças
 As praças Sagrada Família, Nilze Mendes, Amylton de Almeida, Taciano Pimentel e a da avenida Manoel Pereira ganharão playground e jardins, além de mobiliários urbanos, pavimentação, bancos e paisagismo.  

Divulgação
Perspectiva da praça Nilze Mendes Rangel

Praça Nilze Mendes Rangel – Com 7.900 metros quadrados, a praça fica entre a avenida Carlos Lindenberg e a rua Décio Thevenard, e ainda não recebeu qualquer tipo de urbanização.

Está prevista, a partir de um pedido da própria comunidade, a construção de um campo de futebol com 2 mil metros quadrados e cogita-se a possibilidade de construir um complexo esportivo que incluiria ainda quadra poliesportiva e academia popular.

Os demais espaços serão preenchidos por playground (balanços, escorregadores e gangorras), áreas para caminhadas, paisagismo e iluminação. 

 Praça Sagrada Família – Com área total de 6.700 metros quadrados, a praça, que está dividida em três partes (uma após o posto da polícia no bairro, uma atrás e outra à frente da Igreja Católica), será totalmente reformada. Ela receberá playground infantil, mobiliário urbano, pavimentação, bancos e paisagismo. 

Praça Amylton de Almeida – Localizada ao lado do Shopping Norte-Sul, a praça tem 1.600 metros quadrados. A proposta da prefeitura é construir no local um pergolado, uma área de playground e instalar mobiliários urbanos.

No projeto inicial também consta a pavimentação e a abertura de um quiosque para comercialização de produtos – a área será concedida à iniciativa privada – um estacionamento subterrâneo, com capacidade para 133 veículos.   

Praça na avenida Manoel Pereira – Está localizada entre a avenida e as ruas Ruy Pinto Bandeira e Florêncio Batista. As melhorias contemplam playground, jardins e mobiliário urbano. 

Praça Taciano Pimentel – A proposta é implantar jardins e mobiliários urbanos no local. A praça fica no final da rua Esméria Barros Deorce.

Viaduto para evitar congestionamentos
O estudo inicial prevê a construção de um viaduto no final da avenida Dante Michelini, na entrada para Atlântica Ville e a Vale, para eliminar o cruzamento no local e evitar os congestionamentos na área. A obra, que faz parte do final da urbanização da orla de Camburi, vai garantir um melhor acesso ao bairro e à Vale, onde há um grande fluxo de carros e ônibus.

Divulgação
Perspectiva da praça na avenida Manoel Pereira

Drenagem para pôr fim a alagamentos
O estudo contempla as principais alternativas de intervenções com o objetivo de eliminar os constantes alagamentos em Jardim Camburi.

 Ampliação do Cmei Ana Maria Chaves Colares
Na última segunda-feira (21), a Prefeitura iniciou as obras de acerto do piso de entrada e da área interna do espaço alternativo da unidade escolar, que está sendo construída para que as crianças não fiquem sem aulas durante a reforma da unidade. Parte do atual prédio será demolida e outras salas de aulas serão construídas.

Oferta de 400 vagas no Ensino Fundamental
Com a aquisição da antiga escola Educandário Menino Jesus de Praga, em Jardim Camburi, a prefeitura transformará o local na EMEF Jardim Camburi, com oferta de 400 vagas no ensino fundamental. Segundo o prefeito João Coser, será possível ampliar o número de vagas na educação infantil, ofertadas no CMEI Ana Maria Chaves Colares, em mais 200 vagas. "Isso será possível porque a demanda será transferida para a nova escola adquirida pela prefeitura", explicou.

Mudança no sentido das vias
O estudo de mobilidade urbana visa humanizar o trânsito de Jardim Camburi, melhorando as condições de deslocamento de pedestres e ciclistas, através de medidas para reduzir a velocidade das vias, com destaque para rotatórias e plataformas.

A proposta da Prefeitura é manter a maioria das ruas em mão única, com a inclusão de binários, de forma que o motorista possa ir por uma rua e voltar por outra. Apenas as quatro principais vias, onde os ônibus passam, com mão dupla: Carlos Martins, Fortunato Abreu Gagno, José Celso e José de Oliveira Soares. Assim, o motorista entraria pelas principais ruas e acessaria as transversais. 

Além disso, a rua Ranulpho Barbosa dos Santos seria prioritária para pedestres e voltada para o comércio. Nela, só trafegariam os carros dos proprietários dos imóveis localizados na via e de consumidores para acesso ao estacionamento do comércio.

Outras mudanças previstas no plano de mobilidade são a criação de ciclorede e ciclofaixas, com tratamento dos locais para o trânsito de ciclistas, e de calçadas cidadãs. Já as ruas que são interrompidas por gelo baiano ganhariam micropraças.

A proposta é de que ocorram mudanças de pavimento nas interseções de algumas ruas e faixas de pedestre elevadas, como medida de segurança.

Ligação da Norte-Sul com BR-101
Projeto elaborado em parceria com a Prefeitura da Serra irá permitir um novo acesso ao bairro, com prioridade para os veículos que terão como destino o futuro Terminal de Cargas do Aeroporto de Vitória.

Parque Atlântico vai virar ponto turístico
Localizado no final da praia de Camburi, no limite com a área da Vale, o parque terá 140 mil metros quadrados. Terá pórticos de entrada, segurança, módulos de orientação ao exercício, trilhas para caminhadas e deve contar com um centro de educação ambiental, com ênfase para a área marinha.

O estudo de urbanização prevê ainda a criação de acesso de pedestres e espaços para contemplação. O local servirá como mais um ponto de atração turística da capital. O acesso principal será pela avenida Dante Michelini.(Gleberson Nascimento e Marcus Monteiro)