12 de fevereiro de 2007

IPTU

Moradores de Vitória já começaram a receber os carnês do IPTU

Concurso

Inscrições para o concurso da Saúde podem ser feitas até o dia 18 de fevereiro


A Unidos de Jucutuquara é bicampeã do carnaval capixaba

 
Carlos Antolini

A Unidos de Jucutuquara conquistou o bicampeonato do carnaval capixaba, com 299,7 pontos, e levará R$ 20 mil como prêmio. A apuração ocorreu nesta segunda-feira (12) no Clube Álvares Cabral. A escola obteve nota 10 em quase todos os quesitos avaliados por 30 jurados do Rio de Janeiro, convidados pela Liga das Escolas de Samba do Espírito Santo (Lices). As únicas notas menores foram 9,8 e 9,9, no quesito Comissão de Frente.

Quinta escola a desfilar, a vermelha, verde e branca recebeu sinal verde às 4h35 do domingo, e com o enredo "Caparaó capixaba, os encantos da montanha sagrada" levantou o público do Sambão do Povo.

O carro abre-alas chamou a atenção com serpentes gigantes que se movimentavam e tinham os olhos iluminados. Mas as supresas não se esgotaram. Com belas fantasias, carros enormes, disco-voador e muitas cores, a agremiação atravessou a passarela exuberante, num desfile técnico perfeito, de acordo com os jurados.

Carlos Antolini

Durante uma hora, oito minutos e 35 segundos - dentro do limite de 70 minutos determinados pelo regulamento da Liga das Escolas de Samba do Espírito Santo (Lices) -, a “coruja” encenou paisagens, religiosidade, imigração, misticismo e potências econômicas da região do Caparaó, no Sul do Espírito Santo, utilizando muitos efeitos especiais.

Para colocar os 3.500 integrantes, distribuídos em 21 alas e cinco carros alegóricos, a agremiação investiu, aproximadamente, R$ 700 mil, entre compra de material e contratação de profissionais.


Comandada pelo mestre Ditão, a bateria da escola desfilou com 150 ritimistas, tendo à frente a jornalista Tatiana Paisan, que pelo oitavo ano consecutivo mostrou graça, beleza e muito samba no pé.

A festa da vitória da Unidos de Jucutuquara será nesta quinta-feira, no Clube Anchietinha, onde são realizados os ensaios da verde, vermelho e branco.

Andaraí

Marcos Salles
A Andaraí foi a vice-campeã do carnaval

Mas a festa não ficou por conta apenas da Jucutuquara. Com 288,4 pontos, a “venenosa de Maruípe”, Andaraí, comemorou bastante o segundo lugar no Grupo Especial. Em terceiro ficou a Escola Novo Império com 282,6 pontos.

A Independentes de Boa Vista, com 278,1 pontos, ficou em quarto lugar, seguida da Rosas de Ouro, com 272,4, e da Barreiros, com 271,3. A Mocidade Unida da Glória ficou em sétimo lugar, com 252,6, e caiu para o Grupo de Acesso.

Apesar do belíssimo carnaval preparado pela escola, a MUG perdeu 30 pontos em consequência do tempo para retirar o segundo carro alegórico da avenida, que teve o eixo central quebrado. A Escola Pega no Samba, do bairro Consolação, foi a campeã do grupo B, com 290,9, e em 2008, desfila no Grupo Especial.

Grupo de Acesso – A escola do bairro Consolação acertou a fórmula no carnaval 2007 ao reeditar o famoso samba-enredo "Tipos Populares de Vitória", de 1986. Para contar a história de pessoas que viveram na capital capixaba entre as décadas de 40 e 70, a azul, branco e vermelho do bairro Consolação levou para avenida mais de 1000 componentes, distribuídos em 10 alas e três carros alegóricos. A Pega no Samba faz a festa da Vitória a partir das 19 horas desta segunda-feira (12).

A comissão de frente, bailando harmonicamente e sincronizada, representava Chronos, o Deus do tempo, e representou a ponte que nos traz figuras do cotidiano de uma Vitória do século passado para o ano de 2007.

No abre-alas, o Palácio Anchieta, local de trabalho da famosa catadora de papel Domingas. O segundo carro representou a noite marginal da conhecida cafetina Maria Tomba Homem, enquanto o terceiro, para falar das etnias, levou o coração, símbolo da escola, erguido por mãos de branco, negro e índio.

Em segundo lugar no Grupo de Acesso, com 287,9 pontos, ficou a Independente de São Torquato. Em terceiro a Piedade (280,9), seguida da Imperatriz (275,7), Chegou o que Faltava (256,7) e, em último lugar a Tradição Serrana que somou 161,3 pontos. (Luciene Araújo)